MATERIA LOUBOTIN

Louboutin em Portugal

Portugal foi o país escolhido pelo ilustre designer de sapatos Christian Louboutin para o lançamento de uma linha de calçado desportivo em prol da celebração dos Jogos Olímpicos do Rio. Em parceria com a loja E-conceito francês Sportyhenri.com embarcaram neste projeto com o intuito de apoiar a delegação cubana como fornecedor oficial da Outfit. Estes calçados serão usados pelos atletas em ocasiões formais nomeadamente na Cerimonia de encerramento dos Jogos Olímpicos.

Em uma entrevista a Sic Notícias Christian Louboutin revela ter uma forte relação com Portugal e sempre que possível vem ao país desfrutar de bons momentos na casa que tem numa das nossas cidades. Apesar desgosto de França ter perdido contra Portugal no Euro o designer relata que não interferiu no amor que tem pelo país.

Apesar de serem peças para serem usadas em ocasiões mais formais, a ideia da junção das duas marcas foi criar looks perfeitos que expressam exclusivamente o estilo desportivo cubano não esquecendo conforto que um atleta precisa.

 

JOGOS OLIMPICOS

 

 

MATERIA LOUBOTIN

 

 

MATERIA NOVA

Read More

Ao Estilo de: Helga Vieira Dias

Helga vieira Dias é uma mulher cujo bom gosto passou a ser a sua imagem de marca. Casada e mãe de 3 meninos, a nossa figura do mês, mostra que conciliar as actividades do lar, as laborais, as extras e ainda assim vestir-se como uma diva é tarefa para mulheres graciosas e determinadas. Numa conversa descontraída com Helga Vieira Dias pudemos descobrir que a consultora identificou um erro comum que as pessoas cometem a vestir, “combinar a cor de uma das peças com tudo quanto se possa ( sapato, carteira, acessórios, etc)”, e apela para isso à ousadia quando o assunto é vestir.

 

 Como define o seu estilo?

Sou muito versátil. Não considero ter um estilo definido na totalidade.

 

Quando/Como surgiu a paixão pela moda?

Fui modelo quando adolescente. Desde então a moda tem feito parte da minha vida.

 

Sabemos que presta serviços de Consultoria de Imagem. Como surgiu a motivação de iniciar a actividade profissional nessa área?

Surgiu pela quantidade de pessoas que pedia ajuda neste sentido. Comecei com familiares e amigos de ambos os sexos. Passei a fazer consultoria a amigos dos meus amigos e por aí foi. Logo a seguir veio a motivação por parte de uma sobrinha a abrir o INSTAGRAM e hoje tenho ajudado imensa gente graças a esta ferramenta.

Qual a dificuldade que identifica como sendo mais frequente por parte das suas clientes?

O que vestir no local de trabalho. As pessoas estão muito presas ao clássico boring e formal. Há muita dificuldade em ousar e misturar cores e estampas.

 

Quais os benefícios de usar os serviços da Consultoria de Imagem?

Há muitos. A consultoria ajuda a ampliarmos a nossa mente e sair da zona de conforto. Recebemos uma opinião sincera do que devemos mudar, e dá uma lufada de ar fresco no nosso astral. Com o passar dos anos, habituamo-nos a um estilo repetitivo.  Com um acompanhamento de consultoria, acabamos por dar valor até as peças que já estavam aposentadas no nosso guarda-roupa. Aprendemos a usar da melhor maneira o que temos, e a acrescentar peças chaves ao nosso guarda-fatos.

O que é tendência para si? Acha que as tendências realmente ditam a moda?

A moda é temporária… Muda todas as estações, todos os anos. Não sigo tendências. Nem me fascino com tudo o que está na moda nos dias de hoje. Estilo é muito mais marcante e eficaz. Isso não muda. Ou se tem ou não se tem. Posso usar uma peça que foi HIT em 2010 nos dias de hoje e mesmo assim estar actual. Por exemplo.

 

Um erro comum que as pessoas cometem ao se vestir?

Combinar a cor de uma das peças com tudo quanto se possa ( sapato, carteira, acessórios, etc) acho que é uma das mais comuns. Roupa muito justa também é um ponto fraco hoje em dia, tanto em homens como mulheres. Acho lindo ver roupa justinha á medida, mas há o justo confortável e o absurdamente justo. Não é elegante.

Fale sobre importância dos acessórios ao compor um look.

– Faz toda a diferença. É a cereja no topo do bolo. Um look só é lindo, quando há harmonia com as escolhas que o preenchem. Não saio de casa sem um acessório. Por mais básico que seja.

 

Já diz o ditado “quem corre por gosto não se cansa”. Mas, o que a motiva realmente, para arrumar-se todos os dias (cabelo, maquilhagem, roupa) para fazer as fotos de look do dia? 

Sempre gostei de me arrumar bem para o serviço. Como tenho muitas actividades fora do ambiente do escritório, obriga-me a estar sempre muito bem aprumada. Criou-se um hábito. Há dias que saio para trabalhar as 7:30 e volto ás 21. Não me visto assim só para os looks do dia. Sempre foi assim, por esta razão, a minha sobrinha e algumas amigas aconselharam-me a aderir ao instagram.

 

Os turbantes são um must have que já caracterizam o seu estilo. Acha que viveria sem eles, ou são realmente indispensáveis ao seu estilo?

Não viveria sem eles. Uso desde que me conheço por gente. Sou adepta ao cabelo natural. E já fiz de tudo que possam imaginar ao cabelo, desde cores à cortes. Os turbantes são a minha área de conforto. Tenho imensas cores, e eles fazem parte sim do meu estilo pessoal. Estou sempre com eles, até em casa

 

É uma mulher muito versátil quando o assunto é combinação de cores. É uma qualidade nata ou precisa consultar a paleta de combinações de cores para obter tamanho sucesso?

É a minha obsessão. Adoro cores, ouso mistura-las e não vivo fora do universo delas.

 

 

 

Na sua opinião, qual é a peça mais subestimada no que diz respeito à moda feminina?

Saias compridas, bermudas e calças culotte. São peças que exigem muita atenção. E quando usadas sem cuidado, passam uma imagem de desleixo.

 

Quais são os seus planos futuros para a área da moda?

Gostaria de poder ajudar mais e mais gente. Estou muito feliz com a aceitação do meu trabalho, numa época que temos muitas ferramentas para inspiração.

Qual o conselho de beleza e de moda que daria às leitoras do Style by Grace?

Arrisquem sair da zona de conforto. Mudar o estilo não significa perder a identidade, e muito menos mudar o guarda-roupa a 100%.

– Podemos fazer grandes mudanças com o que temos.

– “Não devemos deitar fora” peças de roupa sem pensar 2x.

– A moda é muito rotativa e repetitiva. Há peças que fazem história.

– Devemos nos inspirar em alguém, mas nunca copiar o seu estilo. Estilo é a identidade de cada um. Isso não se pode comprar.

– Cuidar bem das roupas. Parece um conselho parvo, mas não é.

As roupas têm instruções de lavagem, que infelizmente são ignoradas. Já perdi grandes peças por isso.

– Não comprar nada para usar depois de perder alguns quilinhos… Este é um erro nosso. Não ajuda em nada, e ficamos com uma peça doente no nosso armário. Isto contamina a nossa essência e faz com que olhemos para o resto das peças com desdém.

– Assuma a sua silhueta e seja feliz.

 

___________________________________________________

Deixe o seu comentário e /ou sugestões de entrevistas que gostavam de ver aqui no blog, que nós vamos tentar realizar:)

Read More

Destaque para as Bloggers no Festival de Cannes

O Festival de Cannes está em alta, e os famosos de todo o mundo querem pousar com glamour para os holofotes do tapete vermelho deste que é um dos maiores festivais de cinema do mundo. O evento que teve início no dia 13 de Maio acontece todos os anos na mesma época na cidade de Cannes em França.

Muitos famosos já passaram pelo festival e brilharam nos seus melhores trajes como foi o caso da socialite  kim Kardashiansua mãe Chris Jenner, Victoria Beckham, Olakunbi Oyelese, Naomi Watts, Bella Haddid Isabel dos Santos, Sharam Dinnis entre outras.

Mas nesse especial Festival de Cannes, interessa-nos falar sobre as mais conhecidas blogger´s  do mundo, com destaque para as brasileiras  Thassia Naves, Camila Coutinho, Camila Coelho, a Sul Coreana Song of Style e Lima Ché.

Confira os looks das bloggers:

 

Image-1 (3)

Camila Coutinho veste Dolce Gabana

 

 

Image-1

Song of Style

Image-1 (2)

Camila Coelho veste Ralph Laurent

Camila Coelho veste Alexandra Richi

História do Festival de Cannes

O Festival Internacional do Filme foi criado por iniciativa de Jean Zay, ministro da Instrução Pública e das Belas Artes, que desejava implantar em França um evento cultural internacional capaz de rivalizar com a Mostra de Veneza.
Primeiramente previsto em 1939 sob a presidência de Louis Lumière, só mais de um ano após o fim da guerra, a 20 de Setembro de 1946, foi aberta a primeira edição do Festival em Cannes. Desde de 1952, corre todos os anos no mês o de Maio.

Nos anos 50, o Festival ganha popularidade graças à presença de celebridades como Kirk Douglas, Sophia Loren, Grace Kelly, Brigitte Bardot, Cary Grant, Romy Schneider, Alain Delon, Simone Signoret, Gina Lollobrigida.

 

 

Read More

Met Gala: Factos sobre Beyonce

 

Beyonce teve uma noite de folga na sua tournee mundial para prestigiar a Met Gala em Nova Iork. A autora do mais recente hit Lemonade escolheu à dedo o vestido feito em latex que modelava as suas curvas, assinado pela marca Givenchy by Riccardo Tisci.

Facto espantoso é que para entrar no vestido a cantora teve que lubrificar o corpo. Esta peça Houte Couture demorou aproximadamente três meses para ser construída e precisou de cerca de 2500 pérolas para a cobertura.

“É preciso hidratar primeiro o corpo para poder deslizar para dentro do vestido. Usamos um lubrificante suave para a pele. É preciso um ritual para entrar no látex”, afirmou a designer japonesa Atsuko Kudo, que criou a peça juntamente com Riccardo Tisci, da Givenchy, em entrevista ao jornal The Telegraph.

 

Este é o quinto ano consecutivo que a cantora escolhe a Givenchy para a vestir para a Met Gala. Na gala do ano passado, por exemplo, a cantora usou um vestido super transparente, polvilhado apenas com enfeites brilhantes.

 

 

 

 

Outra tradição da qual Beyonce não prescinde é a ajuda do seu estilista de longa data Ty Hunter. O estilista trabalha diligentemente cuidando do posicionamento do seu vestido para os fotógrafos. Normalmente, os estilistas não têm permissão para andar no Red Carpet com os seus clientes, mas Hunter já o faz há cinco anos.

 

Talvez seja ele é uma das pessoas que mais trabalha no tapete vermelho (2014)

Met Gala 2013

Met Gala 2012

Read More

Met Gala : Conheça o evento anual mais badalado de Nova York

A Met, além de ser uma gala para recolha de fundos para o Metropolitan Museum of Art’s Costume Institute em Nova Iorque, é também um desfile de celebridades. “Mão X Máquina” foi o tema escolhido para a gala deste ano.

  • O evento foi criado pelo publicitário Eleanor Lambert em 1948 e foi formalmente conhecido como o Costume Institute Gala. O evento foi criado para ser frequentado pelos melhores socialites de Nova Iork em vez de designers e estrelas de Hollywood como é actualmente.
  • O evento celebra um tema a cada ano. Os participantes não têm de se vestir conforme o tema da exposição, mas muitas vezes o fazem. Temas recentes incluem “Punk”, “China: Through the Looking Glass” e “Manus x Machina(2016).

 

  • Anna Wintour (editora-chefe da revista vogue) recruta um presidente honorário a cada ano para ajudar a dar visibilidade às doações, aprimorar os detalhes e criar uma maior conscientização sobre o evento. Os portadores desta posição de prestígio incluíram Karl Largerfeld, Beyonce e Taylor Swift.

 

  • Wintour também é responsável pela lista de convidados. Embora qualquer pessoa possa comprar um bilhete (no valór de US $ 25.000), ela ainda tem a palavra final sobre quem é permitido no evento e quem não é.

 

  • A gala MET  é preparada na Madison Avenue, no Mark Hotel, em que durante a alta temporada MET gala, custa entre US $ 1025 e US $ 1195 para um quarto.

Veja algumas fotos da Gala 2016, em que os brilhos estiveram em alta, talvez pela motivação do tema deste ano Manus x Machina, a verdade é que parece que a tendência teve grande expressão na Met gala.

 

 

Naomi watts by Burberry

 

Nicole kidman By Alexander MacQueen

 

MET-GALA-2016-Kanye-Kim-1Kim Kardashian West by Balmain

Kanye West by Fear of God

Naomi Campbel por Robeto Cavali

Willow Smith by Channel e sapatos  C.Loboutin

Jaden Smith by Louis Vuitton

 Alexa-Chung by Takoon

MET-GALA-2016-Zendaya

Zendaya by Michael Kors collections

Anna wintour by Channel Haute Couture

Kylie Jenner by Balmain

MET-GALA-2016-Rita-Ora

Rita Ora By Vera Wang

Read More

Dicas da Negra de Pincel

Gisele Nazaré é também conhecida como Negra de Pincel e é a convidada com a qual tivemos o prazer de conversar por breves  minutos.

Uma jovem mulher que partilha connosco a paixão pela moda e pelo bem-estar “sempre foi muito elogiada pela forma como se vestia, era chamada a menina das cores”.  É autora do blog My Prestige e  viveu na metropolitana cidade de Londres (Inglaterra) até aos 21 anos.

Gisele conta que “gosta de combinar o imprevisível e sobretudo aprender a pôr a roupa ao serviço da sua auto-estima”. Quem já a conhece há-de convir que esta qualidade dá ela uma identidade.  Gisele actua na área da moda como Consultora de Imagem tendo já trabalhado com muitas mulheres conhecidas da sociedade angolana, mas uma das suas grande inspirações na blogosfera é a Soraya de Carvalho autora do blog Style is My Thing.

Veja o Vídeo no Youtube  ou no final matéria

 

 

12360267_1071952006183384_1035256371614791541_n

 

 

12032228_1038432992868619_3608159762375850156_n

 

 

11046200_932075513504368_210619669040933624_o

 

 

Esta profissão dá a Gisele a oportunidade de responder à perguntas com as quais muitas mulheres (e homens) se deparam na hora de Bem Vestir : O que vestir, como vestir e onde comprar?

A consultora confessa que “a moda para si não significa ser dependente de tendências. Gosta de inovar sem esquecer as raízes das quais se orgulha, por esse motivo, num trecho da entrevista que se segue, sugere que não nos fixemos apenas nas grandes marcas e boutiques caríssimas, porque não são garantia de sucesso absoluto, o bom gosto quando fala mais alto, não nos importamos em comprar roupas nos mercados informais como é o exemplo do famoso mercado angolano São Paulo, propriamente no vulgo -Arreiou- .

Gisele considera-se uma “promotora da auto-estima e da beleza interior”,e como tal tem o apoio da Style by Grace. Deixamos as dicas que nos dá a Negra de Pincel.

 

Read More

Conheça o universo da Alta Costura

É quase inacessível, luxuosa e muito desejada. A alta costura (Haute Couture) é uma tradição francesa de grande prestígio, muito apreciada pela elite. O termo Alta Costura nasceu em França no sec XIX e tem como objectivo preservar as técnicas artesanais de cortes e costura, tais como as peças feitas apenas sob medida, costuras à mão, bordados, moulage etc. Estes requisitos mantêm-se vivos ao longo dos anos e sem perder a majestade.

A alta Costura é o mais alto nível segmento da moda e o pioneiro dos desfiles de moda de alta costura com modelos foi o Inglês Charles Frederick Worth, em 1958. Worth inovou ao apresentar os modelos, cabendo às clientes a escolha apenas do tecido. Assim, Charles Worth impôs o seu ideal de beleza e elegância. À partir dessa altura, os alfaiates passaram a ser criadores de moda. 

 

alta costura

Musée Galliera Paris

 

Para garantir a qualidade e veracidade do trabalho dos artesãos e estilistas da alta costura foi criado um  sindicato de alta costura( Chambre Syndicale de la Haute Couturedesde 1968 em Paris, por uma associação de artesãos. Este sindicato determina quais marcas podem usar o termo alta costura, que é sinónimo de excelência de trabalho. A Haute Couture é uma montra para as ideias mais ultrajantes de uma marca, onde não há limite para a ambição com relação a orçamentos, afinal, é também uma expressão de força financeira.

 

 

Versace: Show - Paris Fashion Week Haute Couture F/W 2013

 

 

 A Versace, por exemplo, quase entrou em colapso durante a recessão do início dos anos 2000, e parou de apresentar modelos em alta costura por oito anos. Só em 2012 a marca conseguiu reestabecer-se e voltou a ribalta da alta costura. Em suma, os designers de alta costura são os mais bem-sucedidos da moda.

 

 

alta costura

                                                                         

Como tornar-se membro ?

 

Para se tornar um designer de alta costura e pertencer a esse clã que é regulamentado pelo departamento francês da indústria , o sindicato de Alta Costura determinou algumas diretrizes rigorosas, incluindo ter um atelier com sede em Paris, com mais de 20 funcionários, a saber;

  • Os modelos são artesanais, ou seja, construídos a mão.
  • Cada Casa (maison) emprega no mínimo 20 funcionários especializados.
  • O endereço da Casa (maison) deve estar entre as três avenidas mais importantes de Paris: Champs Elysées, Montaigne e Georges V
  • A casa deve ter pelo menos cinco andares e concentrar ali um espaço para desfiles.
  • Cada coleção deve ter 35 modelos originais para o dia e para a noite.
  •  As clientes podem encomendar peças sob medida.

 

 

6fc912ec95c85038e435c4de0bdd5022

 

                                                                                    Quem faz parte?

 

Com relação às marcas, actualmente 34 fazem parte da casa e podem ter o termo alta costura associado ao nome, pois mantém sede em Paris e todas estão apontadas no calendário oficial Haute Couture. Apenas cerca de apenas 200 mulheres no mundo consomem a alta-costura actualmente, sendo a maioria do Oriente Médio.

 

 

                                                                              Membros permanentes 

 

  • Alexis Mabill;
  • Atelier Gustavo Lins;
  • Christophe Josse;
  • Christian Dior;
  • Christian Lacroix;
  • Chanel;
  • Dominique Sirop;
  • Elie Saab;
  • Franck Sorbier;
  • Giorgio Armani Privé;
  • Givenchy;
  • Joseph Font;
  • Jean Paul Gaultier;
  • LeFranc; Ferrant;
  • Maison Martin Margiela;
  • Maison Rabih Kayrouz;
  • On Aura Tout Vu;
  • Stephane Rolland

 

 

 

 

Quanto custa?

Qualquer coisa feita por medida vai ser mais caro do que o simples pronto-a-vestir. Algumas peças de Alta Costura levam cerca de 700 horas para serem criadas, e um mínimo de vinte pessoas a trabalhar nelas ao mesmo tempo. O preço vai refletir isso dez vezes.  Peças daywear começam em cerca de 10.000 dólares, já os Nightwear que requerem o uso de tecidos raros e enfeites preciosos o preço é  ainda mais alto, algumas peças podem custar até aos milhões de dólares.

 

Quem compra ?

Os principais compradores de Haute Couture hoje já não são socialites franceses, mas compradores da Rússia, China e Oriente Médio. Estes Belos itens de vestuário podem aumentar o valor ao longo dos anos, e são muitas vezes consideradas como objectos de colecção, para fazer um investimento inteligente

Expo

Onde são apresentados?

 

As colecções são sempre exibidas no berço da Haute Couture, Paris. como foi acima  referido cada maison deve ter um espaço físico para a realização das apresentações. Mas já são aceitáveis alguns modernismos, como referiu Karl Lagerfeld (designer da Chanel) “A sociedade que compra é tão elitista que muitas vezes sequer vêem a coleção no salão, a colecção vai para o país em aviões privados, é mostrado para as mulheres depois de fazer uma escolha vaga no vídeo. É um mundo diferente do passado.”

 

 

 

                                                                                   Rentabilização
As casas de moda recebem muito pouco lucro de Haute Couture; na verdade, as marcas muitas vezes perdem dinheiro. Despesas gigantescas e uma pequena clientela talvez, explique o  porquê de nos últimos 60 anos, o número de casas de alta costura tenha diminuído drasticamente. No entanto, couture é vista por muitos como um investimento de longo prazo.

 

 

 

Em Angola

Sharam Diniz, Maria Borges, Roberta Narciso, Elsa Baldaia, Amilna Estêvão são alguns  dos  mais recentes registos de modelos angolanas que já desfilaram para algumas casas da alta costura internacional.  Quanto aos designers há ainda muito por se fazer, mas já podemos encontrar os ateliers dos estilistas, Nadir Tati, Lucrécia Moreira, Elisabeth Santos, Rui Lopes, Soraya da Piedade, Dina Simão, Tina Souvenir  a  construírem  peças únicas e muito bem elaboradas às quais podemos chamar alta costura nacional, pois não estão  ainda definidos  pré requisitos para entrar nesse segmento da moda em Angola.

 

 

 

 

lauds026-620x413

 

Lauds by Arleth Karina

Há ainda uma designer nacional a trabalhar para lançar a sua marca para a alta costura Internacional. Com apenas 23 anos de vida o talento da criadora de moda da Laud´s vem se destacando e, internacionalizar, é o mote que move a marca que tem apenas 2 anos de vida. Centrada apenas na alta costura, o que agora Arleth Karyna gostaria de ver concretizada seria “a introdução da sua marca num mercado altamente competitivo e por isso a primeira pedra já esta lançada a primeira pedra para a inauguração do seu atelier em Lisboa”.

Links: Fashion Telegraph,  Info please, The Independent

 

 

 

 

 

 

Read More